Últimas Notícias
recent

O BRASIL NAS COPAS


O BRASIL NAS COPAS

Por Daniel Nápoli

1986

Após a amarga derrota no Mundial anterior, o Brasil novamente sob o comando de Telê Santana, foi para a Copa do Mundo no México, pressionado.
Não bastasse estar a 16 anos esperando pelo tetracampeonato, a seleção jogaria novamente o torneio no país em que havia faturado o tri, jogando o “fino da bola”.Apesar da “tragédia do Sarriá”, o Brasil foi para o Mundial de 1986, como um dos favoritos,  tendo os seguintes jogadores convocados:

Goleiros – Carlos (Corinthians), Emerson Leão (Palmeiras) e Paulo Victor (Fluminense)

Laterais – Edson (Corinthians), Josimar (Botafogo), Júnior (Torino/ITA) e Branco (Fluminense)

Zagueiros – Mauro Galvão (Internacional-RS), Oscar (São Paulo), Júlio César (Guarani) e Edinho (Udinese/ITA)

Volantes – Elzo (Atlético-MG), Falcão (São Paulo) e Alemão (Botafogo-RJ)

Meias – Zico (Flamengo), Sócrates (Flamengo) e Silas (São Paulo)

Atacantes – Muller (São Paulo), Casagrande (Corinthians), Careca (São Paulo), Valdo (Grêmio), Edivaldo (Atlético-MG) e Russinho (Vasco da Gama)

O Brasil estreou na Copa de 1986, no dia 1 de junho, no estádio Jalisco, em Guadalajara, vencendo a Espanha  por 1x0,  gol de Sócrates, na segunda etapa.

Cinco dias depois, os brasileiros novamente venceram pela contagem mínima, no mesmo estádio, dessa vez o adversário era a Argélia e o gol foi de Careca.
Encerrando a primeira fase, no mesmo Jalisco, a seleção Canarinho bateu a Irlanda do Norte por 3x0, com Careca (duas vezes) e Josimar balançando as redes, no dia 12 de junho.

O estádio Jalisco foi o palco da partida das oitavas de final, no dia 16 de junho, do Brasil diante da Polônia. A vitória brasileira foi construída em uma goleada de 4x0, com gols de Sócrates, Josimar, Edinho e Careca.

Veio as quartas de final e com ela a primeiro grande desafio daquele Mundial, a França de Michel Platini. Novamente no estádio Jalisco, palco de grandes alegrias para o Brasil, nossa seleção iria encarar pela primeira vez os franceses em Copas do Mundo, desde 1958, ano da primeira conquista Canarinho.

Após uma partida nervosa, com as duas seleções tendo oportunidades claras de gols, apesar do Brasil ter saído na frente com Careca, sofreu  o seu primeiro gol naquele torneio ainda no primeiro tempo.

O Brasil poderia ter garantido a classificação, não fosse o pênalti perdido por Zico, que jogou a competição “no sacrifício”, quase não indo para o México, se recuperando de uma grave lesão, sofrida no ano anterior.

A decisão da vaga para a semifinal, foi decidida nos pênaltis, com o sonho do tetra sendo adiado, após Sócrates e Júlio César desperdiçarem suas cobranças. Brasil era eliminado após ser derrotado por 4x3 nas penalidades.
Naquela Copa, a festa foi toda da Argentina, do craque Diego Armando Maradona, que conquistou o bicampeonato sobre a Alemanha Ocidental.



Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VINÍCIUS BERGANTIN ACERTA COM A INTER DE LIMEIRA

TREINADOR ACERTA COM CLUBE DE LIMEIRA PARA A TEMPORADA 2021 O treinador Vinícius Bergantin, que ficou no Ituano Futebol Clube por mais de ...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.