Últimas Notícias
recent

ITUANO PERDE EM PONTA GROSSA EM JOGO ATÍPICO

GALO SAIU NA FRENTE, MAS UM APAGÃO DE SEIS MINUTOS MUDOU TODA A HISTÓRIA DO JOGO

Em jogo de grande movimentação na fria manhã deste sábado (21), o Ituano foi a Ponta Grossa/PR enfrentar o Operário e, saindo na frente com 2×0, acabou não conseguindo frear a reação do Fantasma e perdeu por 2×3.

Jogando em casa, o Operário começou propondo o jogo e teve a primeira grande chance mandando uma bola no travessão de Pegorari. Animado, o time da casa seguiu no ataque. Aos poucos, entretanto, o Ituano foi equilibrando as ações e começou a levar perigo ao gol de Vanderley que foi obrigado a fazer duas grandes defesas.

O gol do Ituano aconteceu quando em um ataque rápido pela esquerda, João Victor cruzou na área e a bola sobrou para Kaio que bateu firme no canto alto, direito de Vanderley, eu nada pode fazer. Na segunda etapa, antes que o Operário pudesse se reorganizar, o Ituano começou em ritmo forte e chegou ao segundo gol com Jiménez (Lei do Ex).

Sem outra alternativa, o treinador Claudinei Oliveira abriu seu time, foi pra cima e o Galo, na velocidade de seus atacantes, passou a levar perigo, deixando o jogo mais bonito, mais atrativo e emocionante.

O time da casa foi todo ataque enquanto o Ituano, na velocidade foi um fantasma para o Fantasma paranaense. O Ituano, entretanto, desperdiçou oportunidades que poderiam matar de vez a sorte da partida e fazer um bom saldo de gols.

Aos 33 minutos, a arbitragem marcou penalidade de Bernardo em Felipe Saraiva. A jogada pareceu um choque normal, mas a arbitragem sequer consultou o VAR. Paulo Sérgio bateu e diminuiu para o Operário. Eram passados 35 minutos.

E aos 38 minutos, Júnior Brandão empatou o jogo, no entusiasmo do Operário e da torcida, em um vacilo da zaga do Ituano, fazendo o jogo pegar fogo definitivamente.

Seguindo no entusiasmo, o Operário foi com tudo para cima e em cobrança de falta a bola acabou sobrando para Giovani Pavani que virou de forma sensacional, aos 41 minutos. Em seis minutos, o Operário marcou três gols.

Quando vencia por 2×0, o Ituano teve pelo menos três grandes oportunidades em contra ataques para matar o jogo e não o fez, acabando por pagar por isso. Aos 46 minutos, Calyson perdeu a cabeça e acabou provocando um tumulto, sendo expulso de campo.

Final de jogo e uma derrota atípica do Ituano. Time vencia por 2×0, teve chances de ampliar e acabou levando uma virada, em uma grande vitória que a torcida do Fantasma não esquecerá.

De 2×0 para 2×3, fica a lição para o Ituano, que antes do início da partida era 10º colocado, no decorrer do jogo subiu para a 6ª e acabou o jogo em 11º lugar. O Galo volta a campo na próxima quinta-feira (26), às 21h30, quando recebe no Novelli Júnior o Náutico/PE.

Moura Nápoli

Moura Nápoli

3 comentários:

  1. Time sem comando, técnico apático na beira do campo com os braços cruzado. Sem reação. Escala mal o time. Se não demitir o Mazzola e sua patota agora vai correr serio risco de rebaixamento. E precisa contratar jogadores também. Pq com esse time não vai chegar em lugar nem um.

    ResponderExcluir
  2. Esse espaço é democrático. Aceita elogios e críticas. Porém, é muito fácil criticar de forma anônima. Seria muito bom sua identificação.

    ResponderExcluir
  3. Esse espaço é democrático, aceitando elogios e críticas. Em ambos os casos, porém, seria muito legal que você se identificasse

    ResponderExcluir

GUARANI E ITUANO DUELAM E NINGUÉM PODE PERDER

Z-4: GALO NÃO QUER ENTRAR, BUGRE QUER SAIR. JOGO SERÁ DECISIVO Na noite desta terça (28), Guarani e Ituano fazem um jogo absolutamente dec...

O GRANDE PARCEIRO

Tecnologia do Blogger.