Últimas Notícias
recent

ITUANO: CAMPEÕES DE 2002 QUE REVELARAM-SE PARA O FUTEBOL BRASILEIRO


TRÊS ATLETAS CAMPEÒES DE 2002 NO ITUANO TIVERAM GRANDE FUTURO PELO BRASIL E EXTERIOR

O time do Ituano que sagrou-se campeão paulista em 2002 teve grandes jogadores. De André Luiz a Basílio, o time dirigido primeiro por Ruy Scarpino e depois por Ademir Fonseca fez da união dentro e fora de campo, sua marca registrada.

A segurança de Vinícius Bergantin (hoje técnico do próprio clube) e impetuosidade do artilheiro Fernando Gaúcho são apenas dois exemplos, além da estrela de Silvinho, que fez o gol do título.

Essa matéria, entretanto, vai focalizar três jogadores que deixaram o Ituano  para grandes clubes, mas que além disso, chegaram a servir a seleção brasileira ou conquistaram grandes competições nacionais e internacionais.

Richarlyson – Nascido Richarlyson Barbosa Felisbino, é filho do ex-jogador Lela, que vestiu a camisa de Ponte Preta e Coritiba (onde sagrou-se campeão brasileiro de 1985) e irmão de Alecsandro, atacante goleador que já passou por inúmeros clubes.

Richarlyson, ou Ricky, como gosta de ser chamado, praticamente iniciou sua carreira profissional no Ituano. Como primeiro volante, dava grande segurança ao sistema defensivo do Galo Guerreiro.

Após deixar o Ituano, viveu sua melhor fase entre 2005 e 2014, no São Paulo e Atlético Mineiro. 

Em 2008 teve duas a convocações para a seleção brasileira, onde atuou em dois amistosos, jogando na Irlanda e Inglaterra, em duas vitórias brasileiras por 1x0. Foram jogos amistosos.

Atualmente, Richarlyson defende o Noroeste de Bauru. O jogador já havia anunciado a aposentadoria, teve passagens jogando vôlei, mas acabou retornando ao futebol. Está com 37 anos.

Seus principais títulos: Paulistão 2002 (Ituano), Mundial da Fifa 2005 e Brasileiro de 2006, 2007 e 2008 (São Paulo) e Mineiro 2012 e 2013 e Libertadores 2013 (Atlético Mineiro).

Pierre - Lucas Pierre Santos Oliveira tem 38 anos, é baiano de Itororó e atualmente está aposentado. Jogou no Ituano de 2002 a 2005. Começou como meia, mas foi como segundo volante que encontrou seu melhor futebol.

Depois do Ituano, só passou por outros grandes clubes: Paraná, Palmeiras, Atlético Mineiro, Fluminense, Atlético Paranaense e Joinville.

Seus melhores momentos foram no Palmeiras e principalmente no Atlético Mineiro, onde colecionou títulos.

Teve paralelamente a sua carreira, muitos problemas pessoais, com o falecimento de um filho, problemas de saúde com uma filha e outros de ordem pessoal, além de um acidente de carro.

Seus principais títulos foram: Paulistão 2002 (Ituano); Parananense 2006 (Paraná Clube); Paulistão 2008 (Palmeiras); Mineiro 2012 e 2013, Libertadores 2013,  Copa do Brasil 2014 e Recopa Sul-Americana 2014 (Atlético Mineiro); Primeira Liga 2016 e Taça Guanabara 2017 (Fluminense) e Paranaense 2018 (Atlético Paranaense).

Lúcio – Nascido Lúcio Carlos Cajueiro Souza, é pernambucano de Olinda e ainda está na ativa, aos 40 anos. Profissionalmente começou no São Bento, onde ganhou seu primeiro título, no Paulista A3.

No Ituano jogou entre 2002 e 2003. Depois teve uma grande peregrinação Brasil afora e jogou também fora do Brasil.

Os principais clubes clubes foram Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Fortaleza, Santa Cruz e hoje está no Tupynambás, de Juíz de Fora/MG.

Seus principais títulos: Paulista 2020 (Ituano); Brasileiro Série B 2003 (Palmeiras); Brasileiro 2006 (São Paulo); Gaúcho 2007 e 2010 (Grêmio).

Consagrou-se como lateral-esquerdo e mais recentemente passou a jogar como meiocampista. Teve três passagens pelo Grêmio e ganhou a simpatia da torcida, onde teve seus melhores momentos.

No Palmeiras, embora demonstrando bom futebol, acabou sofrendo implacável marcação da própria torcida.


Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEMIFINAIS DO AMADOR ESPECIAL SERÃO NO SOUZA LIMA

SEMIFINAIS DO AMADORZÃO DE 2022 ACONTECERÃO NO SOUZA LIMA A esperada fase semifinal do Campeonato Amador da Divisão Especial de Itu vai ac...

O GRANDE PARCEIRO

Tecnologia do Blogger.