Últimas Notícias
recent

CROÁCIA AUMENTA A LISTA DE FINALISTAS NA HISTÓRIA DAS COPAS DO MUNDO DA FIFA




Por Daniel Nápoli

Ao vencer a Inglaterra e garantir vaga na decisão da Copa do Mundo da FIFA 2018, a Croácia se tornou a 13ª seleção a disputar uma final do Mundial, na história.

Na edição inaugural do torneio, em 1930, Uruguai e Argentina foram os primeiros finalistas, com os uruguaios levando a melhor na decisão, vencendo por 4x2.O Uruguai jogou ainda outra decisão, 20 anos depois, vencendo o Brasil, em pleno Maracanã, por 2x1 (de virada).


Já os argentinos voltaram a uma final em 1978, vencendo a Holanda, em casa, por 3x1. No ano de 1986, jogou outra decisão, batendo a Alemanha por 3x2, faturando o bicampeonato. Quatro anos depois, a Argentina enfrentou novamente os alemãs na decisão, dessa vez, perdendo por 1x0. Mesmo placar em que foi derrotada  também pela Alemanha na final de 2014.

Se Uruguai e Argentina foram as primeiras finalistas, Itália e Tcheoslováquia foram seleções que decidiram o Mundial de 1934. Em casa, os italianos venceram por 2x1. Quatro anos depois, a Itália faturou o bicampeonato, batendo a Hungria, quinta finalista da história, por 4x2.

Os italianos, ainda disputaram outras quatro finais de Copa do Mundo. Em 1970, foram atropelados pelo Brasil (4x1), enquanto que 12 anos depois, venceram a Alemanha por 3x1, conquistando o tricampeonato. No ano de 1994, os italianos novamente esbarraram no Brasil. Dessa vez, após um 0x0 no tempo normal e na prorrogação, a derrota veio nos pênaltis, por 3x2.

Se o tetracampeonato escapou nos pênaltis em 1994, acabou conquistado  nas penalidades, no ano de 2006. Depois de 1x1 no tempo normal, com o mesmo placar persistindo na prorrogação, a Itália venceu a França por 5x3.



A Tchecoslováquia atuou ainda na final da Copa de 1962. Assim como em 1934, acabou derrotada, O algoz foi o Brasil, que conquistou seu segundo título, ao vencer por 3x1.





Já a Hungria, jogou outra decisão no ano de 1954. Embora tivesse jogado o futebol mais vistoso daquele Mundial, aplicando impiedosas goleadas, acabou derrotada na grande final, pela Alemanha, por 3x2, após estar vencendo por 2x0.

Sexto país a disputar uma final de Copa do Mundo, o Brasil não teve um início de trajetória feliz em decisões, mas depois, o tempo se encarregou de mudar isso. Se na primeira vez, os brasileiros foram derrotados em casa, de virada, por 2x1, para o Uruguai, em sua segunda decisão, no ano de 1958, o Brasil se recuperou, vencendo a Suécia, na casa do adversário, por 5x2.

Quatro anos depois, no Chile, os brasileiros conquistaram o segundo título, em cima da Tchecoslováquia. Veio 1970 e em sua quarta final, o Brasil faturou o tricampeonato em cima da Itália. Ausente das decisões por 24 anos, em 1994 o Brasil faurou o tetra, em um reencontro com os italianos, no Mundial disputado nos Estados Unidos, em sua quinta final.

Depois de boas apresentações em decisões, os brasileiros tiveram o sonho do penta adiado em 1998, ao perderem por 3x0 a grande final para a França, dona da casa. Em 2002, porém uma vitória em cima da Alemanha, fez o Brasil faturar o pentacampeonato.

Falando em Alemanha, esta foi a sétima seleção a jogar uma decisão de Mundial e curiosamente, é a recordista de presença em finais de Copas do Mundo: oito no total.

Como já foi mencionado acima, a primeira deles, foi em 1954, em solo suíço. A segunda foi em 1966, quando perdeu para a Inglaterra, por 4x2. No ano de 1974, jogando em casa, os alemães venceram a Holanda com o seu renomado “Carrossel”, liderado em campo por Johan Cruyff, por 2x1.

Em 1982, a Alemanha foi derrotada em sua quarta final, frente a Itália. Quatro anos depois, caiu diante da Argentina, tendo sua revanche no Mundial de 1990, disputado em território italiano.

Os alemães só voltaram a uma decisão, 12 anos depois. Na Copa disputada na Coreia do Sul e no Japão, a Alemanha acabou perdendo para o Brasil, por 2x0, adiando o sonho do tetra, que acabou se concretizando em 2014, quando reencontrou a Argentina em finais.




Oitavo país a jogar uma final de Copa do Mundo, a Suécia teve apenas uma experiência, ao jogar em casa e perder para o Brasil. De lá para cá, o máximo que conseguiu alcançar, foi um terceiro lugar no Mundial de 1994. 




Inventora do futebol, a Inglaterra foi apenas o nono país a disputar uma final do torneio. Foi na edição de 1966, ano em que os ingleses receberam a competição e venceram na decisão a Alemanha, em um jogo eletrizante. Depois daquela conquista, os ingleses chegaram ao máximo na semifinal do torneio no ano de 1990 e agora, em 2018.

Décima seleção diferente a jogar uma decisão de Mundial, a Holanda costuma não se dar bem nas partidas finais. Na primeira delas, em 1974, perdeu para a Alemanha. Quatro anos depois, os holandeses novamente foram derrotados pela anfitriã, dessa vez, a Argentina.Os europeus só retornaram a uma final de Mundial, em 2010, na África do Sul, quando perdeu para a Espanha, na prorrogação, por 1x0.

Sétima campeã dos Mundiais, a França foi apenas a 11ª seleção a jogar uma final de Copa. Em sua primeira decisão, em 1998, conquistou o torneio dentro de seu território. Oito anos depois, na Alemanha, acabou derrotada pela Itália, retornando a uma decisão, agora em 2018, em solo russo.

A 12ª seleção da lista é a Espanha. Em sua única decisão até o momento, conquistou o título em cima da Holanda, no ano de 2010, tendo jogado o futebol mais envolvente daquele Mundial.

E agora, a Croácia aumenta a lista, com o desejo de acrescentar a galeria das seleções campeãs mundiais a partir de domingo (15).




Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FESTIVAL DE FOTOS PARA ITUANO BASQUETE 69x46 SESI ARARAQUARA

REGISTRO FOTOGRÁFICO DA VITÓRIA RUBRO-NEGRA NO GINÁSIO PRUDENTÃO Na tarde do domingo (26), o Ituano Basquete recebeu, no Ginásio Prudente ...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.