Últimas Notícias
recent

VAI COMEÇAR A FESTA!



Por Daniel Nápoli

Nesta quinta-feira (14), começa a 21ª edição da Copa do Mundo da FIFA. Pela primeira vez realizada na Rússia, o torneio contará com diversas atrações. Atual campeã, a Alemanha aparece como a grande favorita para conquistar o penta, seguida de perto do Brasil, Espanha e França.

Embora não estejam entre as grandes favoritas, Portugal e Argentina esperam incomodar seus rivais. As esperanças estão nos pés dos craques Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que devem disputar em solo russo, a última Copa como jogadores e desejam conquistar a taça que pode ser a “cereja do bolo” de suas vitoriosas carreiras.

Diante de tantas atrações, o Momento do Esporte traz um raio-x das 32 seleções participantes da Copa do Mundo de 2018. Abaixo alguns números dos países ao longo dos anos.

Rússia
Copas disputadas: 11
Melhor colocação: Quarto lugar (1966)
Técnico: Stanislav Tchertchesov
Destaque: País-sede do Mundial de 2018, a Rússia tem como meta, pelo menos avançar às oitavas de final do torneio.  Para isso contará com o goleiro Akinfeev, os meias Dzagoev e Glushakov e os atacantes Kokorin e Smolov, como as principais peças. Para sonhar com vôos mais altos na competição, porém, pesa contra os russos, o fato de um país não chegar à final desde 1998, ano em que a França sediou e ganhou a Copa.

Arábia Saudita
Copas disputadas: 4
Melhor colocação: Oitavas de final (1994)
Técnico: Juan Antonio Pizzi
Destaque: O atacante Mohammad Al-Sahlawi, autor de 16 gols nas 15 partidas feitas pelos sauditas nas eliminatórias é a esperança do país tentar ao menos, repetir sua melhor campanha na história das Copas.

Egito
Copas disputadas: 2
Melhor colocação: Primeira fase (1934 e 1990)
Técnico: Héctor Cúper
Destaque: Depois de 28 anos, o Egito está de volta a uma Copa do Mundo e espera alcançar feios inéditos. A empolgação não é para menos. No gol, conta com El-Hadary, um veterano de 45 anos, que atua como se ainda estivesse no início de carreira, além de possuir o atacante Mohamed Salah, grande nome do Liverpool (ING), que balançou as redes em 44 oportunidades na temporada,  sendo o destaque do time inglês vice-campeão inglês e da Champions League. Apesar de estar se recuperando de uma lesão no ombro, deve incomodar as defesas adversárias.


Uruguai
Copas disputadas: 12
Melhor colocação: Campeão (1930 e 1950)
Técnico: Óscar Tabarez
Destaque: Mesclando juventude com experiência, Tabarez levará à Rússia  uma seleção em transição. A grande aposta do país é o atacante Luis Suárez, que espera levar a seleção o mais longe possível, embora torcida e também jogadores não escondam o desejo de por fim a um jejum de 68 anos sem conquistar a Copa.


Portugal
Copas disputadas: 6
Melhor colocação: 3º lugar (1966)
Técnico: Fernando Santos
Destaque: Empolgada com a conquista da Eurocopa em 2016, a seleção portuguesa chega à Rússia empolgada e com vontade de fazer história. Para isso, contará com seu principal jogador. O cinco vezes melhor jogador mundo Cristiano Ronaldo, que mais uma vez foi destaque na temporada pelo Real Madrid (ESP), conquistando pela terceira vez consecutiva a Champions League.


Espanha
Copas disputadas: 14
Melhor colocação: Campeã (2010)
Técnico: Fernando Hierro
Destaque: Contando ainda com nomes como Piqué, Sérgio Ramos, Jordi Alba e David Silva, a Espanha tem mesmo como sua grande referência Andrés Iniesta, que fará em solo russo seu último Mundial atuando dentro das quatro linhas pela seleção espanhola. Talismã da Fúria na conquista do título em 2010, o camisa 8 quer deixar para trás a campanha desastrosa da Copa de 2014, quando a seleção foi eliminada ainda na primeira fase. Porém, a campanha de 2018 começa com um grande desafio, devido a mudança do comando técnico, faltando dois dias para sua estreia. A Federação Espanhol demitiu Julen Lopetegui, que assinou com o Real Madrid, trazendo para seu lugar, Fernando Hierro.


Marrocos
Copas disputadas: 4
Melhor colocação: Oitavas de final (1986)
Técnico: Hervé Renard
Destaque: Sem tomar nenhum gol nas eliminatórias, Marrocos irá para a Copa não só com uma defesa entrosada, como também em seu meio de campo, comandado por Hakim Ziyech, que também vem se destacando no Ajax (HOL).


Irã
Copas disputadas: 4
Melhor colocação: Primeira fase (1978, 1998, 2006 e 2014)
Técnico: Carlos Queiroz
Destaque: Em grupo contando com Portugal e Espanha, os iranianos terão uma ingrata missão de lutar para avançar às oitavas pela primeira vez na história. O jovem atacante Sardar Azmoun de 23 anos é a esperança de gols do  país, que também aposta em seu sistema defensivo.


França
Copas disputadas: 14
Melhor colocação: Campeã (1998)
Técnico: Didier Deschamps
Destaque: Vice-campeã da Eurocopa de 2016, a França chega como uma das seleções favoritas para ganhar a Copa do Mundo. Contando com nomes como Varane, Mbappé, Kanté, Girou e principalmente Griezmann, os franceses esperam enfim conquistar o bicampeonato mundial. Com  jogadores relativamente jovens, a ideia de Deschamps é não só incomodar os adversários neste Mundial, mas também nas próximas Copas.


Austrália
Copas disputadas: 4
Melhor colocação: Oitavas de final (2006)
Técnico: Bert van Marwijk
Destaque: Partindo para sua quarta Copa do Mundo, o atacante Tim Cahill de 38 anos é a grande referência australiana para a disputa do torneio. Tendo disputado os Mundiais de 2006, 2010 e 2014, marcando cinco gols no total, Cahill tem a experiência necessária, para,  juntamente com o treinador Bert van Marwijk (que levou a Holanda até o terceiro lugar na Copa-2014), para tentar levar o país a pelo menos repetir o feito de alcançar as oitavas de final da competição.


Peru
Copas disputadas: 4
Melhor colocação: Quartas de final (1970)
Técnico: Ricardo Gareca
Destaque: Retornando a disputar uma Copa do Mundo depois de 36 anos, o Peru chega à Rússia  com seu destaque em Paolo Guerrero. O atacante chega ao Mundial após uma longa batalha nos bastidores. O atleta só atuará em solo russo, graças a um efeito suspensivo, uma vez que havia sido punido com 15 meses de suspensão, por dopping.


 Dinamarca
Copas disputadas: 4
Melhor colocação: Quartas de final (1998)
Técnico: Âge Hareide
Destaque: Atacante do Tottenham (ING) o goleador Christian Eriksen é a esperança dinamarquesa de voltar a ser uma “pedra no sapato” das grandes seleções. Tendo atuado na Copa de 2010, mas não obtendo sucesso para classificação a Dinamarca para o Mundial de 2014 ao lado de seus companheiros, Eriksen chegará à Rússia com apetite de gols.


Argentina
Copas disputadas: 16
Melhor colocação: Campeã (1978 e 1986)
Técnico: Jorge Sampaoli
Destaque: Vice-campeã da Copa do Mundo de 2014, a Argentina irá para o Mundial mordida. Depois de perder o título em solo brasileiro, também foi derrotada nas decisões da Copa América de 2015 e 2016. Sem um título na seleção principal desde 1993 (25 anos), se falando em Copas do Mundo o jejum chegou a  32 anos. Após uma classficação sofrida para o torneio, os argentinos apostam suas fichas em Lionel Messi, eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo pela FIFA. A pressão aumento sobre o camisa 10, devido ao fato de esta poder ser sua última oportunidade, pelo menos como jogador, de liderar o país ao tricampeonato.


Islândia
Copas disputadas: Estreante
Melhor colocação: -
Técnico: Heimir Hallgrimsson
Destaque: A Islândia conta atualmente com uma geração que quer fazer história. Após garantir uma classificação inédita para a disputada da Eurocopa em 2016, tendo sido eliminado apenas nas quartas de final, os nórdicos foram além. Conquistaram vaga para a disputa de sua primeira Copa do Mundo. Tendo como destaque o meio campo Gylfi Sigurosson, os islandeses esperam mais uma vez “aprontar” e quem sabe, garantir uma classificação para as oitavas de final.


Croácia
Copas disputadas:  4
Melhor colocação: 3º lugar (1998)
Técnico: Zlatko Dalic
Destaque: 20 anos depois da campanha histórica que lhe rendeu o terceiro lugar na Copa do Mundo da França, a Croácia espera voltar a fazer bonito. Depois de campanhas desastrosas nos Mundiais de 2002, 2006 e 2014 (para o de 2010 sequer classificou-se), quando caiu ainda na primeira fase, o país aposta no meia Luka Modric que atua no Real Madrid, para poder avançar na competição. Ele é o líder de uma geração que para os croatas é a melhor desde 1998.


Nigéria
Copas disputadas:  5
Melhor colocação: Oitavas de final (1994, 1998 e 2014)
Técnico: Gernot Rohr
Destaque: O atacante Victor Moses do Chelsea é o destaque dos nigerianos para mais uma Copa do Mundo. Apesar de se encontrar em um grupo relativamente difícil, ao lado de Argentina, Islândia e Croácia, os nigerianos tem como meta melhorar seu melhor desempenho no torneio, chegando pelo menos, nas quartas de final.


Brasil
Copas disputadas:  20
Melhor colocação: Campeão (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002)
Técnico: Tite
Destaque: Após a sofrida eliminação em casa, no Mundial de 2014, o Brasil chega com focado e como um dos favoritos ao título na Copa do Mundo da Rússia. Apesar de vir de lesão, o atacante Neymar é a grande aposta para a tão sonhada conquista do hexa. O jogador quer deixar para trás a grave lesão sofrida nas quartas de final do último Mundial e dar ao Brasil um título que não é conquistado há 16 anos.


Suíça
Copas disputadas:  10
Melhor colocação: Quartas de final (1934, 1938 e 1954)
Técnico: Vladmir Petkovic
Destaque: O meia Granit Xhaka, disputará  sua segunda Copa do Mundo e é a aposta dos suíços para realizar uma boa campanha. O camisa 10 do Arsenal (ING) tem um gol anotado no Mundial anterior e chega à Rússia com “fome de bola”.


Costa Rica
Copas disputadas:  4
Melhor colocação: Quartas de final (2014)
Técnico: Oscar Ramírez
Destaque: Grande nome da seleção na Copa do Mundo de 2014, quando o país realizou sua melhor campanha em Mundiais, o goleiro Keylor Navas segue firme como titular e referência . Sua carreira foi ainda mais fortalecida, após se transferir para o real Madrid e ser um dos pilares do time espanhol.

Sérvia
Copas disputadas:  10
Melhor colocação: 3º lugar (1930)
Técnico: Mladen Krstajic
Destaque: O volante Nemanja Matic é o destaque do país, que retorna a uma competição oficial depois de sete anos. Ansioso para a disputa de seu primeiro Mundial, o jogador do Manchester United (ING) quer ajudar a seus companheiros a passar de fase.


Alemanha
Copas disputadas:  18
Melhor colocação: Campeã (1954, 1974, 1990 e 2014)
Técnico: Joachim Löw
Destaque: Após conquistar de maneira incontestável a Copa do Mundo de 2014, os alemães chegam à Rússia favoritos para conquistar o penta. Para concretizar o sonho, a esperança está nos pés do meia-atacante Thomas Müller. Destaque de uma seleção com grandes jogadores, o atleta disputará sua terceira Copa do Mundo e com dez gols na história do torneio, terá como meta também  tornar-se o maior artilheiro da história dos Mundiais. Müller está a seis gols de igualar o feito de Miroslav Klose, que em 2014 pela Alemanha, havia batido o recorde de Ronaldo.

México
Copas disputadas:  15
Melhor colocação: Quartas de final (1970 e 1986)
Técnico: Juan Carlos Osorio
Destaque:  Neto e filho de ex-jogadores que atuaram pela seleção mexicana, Chicharito Hernandez é o destaque do país na luta por uma boa campanha em solo russo. Em um grupo equilibrado, seu oportunismo e faro de gol podem ser fundamentais para o México avançar de fase.


Suécia
Copas disputadas:  11
Melhor colocação: Vice-campeã (1958)
Técnico: Jan Andersson
Destaque:  Retornando a uma Copa do Mundo após 12 anos, a Suécia aposta no meia Emil Forsberg para avançar à próxima fase e quem sabe voltar a incomodar as grandes seleções. Os suecos chegam à Rússia credenciados por terem deixado para trás na repescagem para a Copa, a tetracampeã mundial Itália, do goleiro Buffon.


Coreia do Sul
Copas disputadas:  12
Melhor colocação: 4º lugar (2002)
Técnico: Shin Tae-yong
Destaque:  Son Heung-Min, meia-atacante que disputou a Copa-2014 é quem deve ser a referência sul-coreana em solo russo. Jogador do Tottenham vem tendo boas atuações e espera repetí-las no torneio.


Bélgica
Copas disputadas:  9
Melhor colocação: Quartas de final (2014)
Técnico: Roberto Martínez
Destaque: Um dos responsáveis pela melhor campanha belga na história das Copas, no ano de 2014, o meia-atacante Eden Hazard segue firme na seleção e espera repetir o feito ou até mesmo ultrapassá-lo. Invicta nas eliminatórias, a Bélgica espera vir ainda mais forte com a sua melhor geração de todos os tempos, de acordo com a imprensa local.

Inglaterra
Copas disputadas:  14
Melhor colocação: Campeã (1966)
Técnico: Gareth Southgate
Destaque: Atacante do Tottenham, Harry Kane que disputará sua primeira Copa do Mundo é a arma dos ingleses para voltar a seus dias de glória. Sem conquistar um título oficial a 52 anos, a Inglaterra quer impor respeito com uma geração que busca um lugar ao Sol.


Tunísia
Copas disputadas:  4
Melhor colocação: 1ª fase (1978, 1998, 2002 e 2006)
Técnico: Nabil Maâloul
Destaque: Em sua primeira Copa do Mundo, o atacante Youssef Msakni é o grande trunfo da Tunísia para lutar por uma classificação inédita às oitavas de final. O jogador do Al-Duhall (QAT) neste ano já anotou 21 gols em 19 jogos. Promessa de trabalho para as defesas adversárias.

Panamá
Copas disputadas:  Estreante
Melhor colocação: -
Técnico: Hernán Gómez
Destaque: O Panamá estreia em Copas do Mundo, depositando suas fichas no atacante Gabriel Gómez. Desde 2003 na seleção, o jogador quer entrar para a história balançando as redes adversárias.


Polônia
Copas disputadas:  7
Melhor colocação: 3º lugar (1974)
Técnico: Adam Nawaika
Destaque:  Após 12 anos de ausência, os poloneses retornam à Copa do Mundo, contando com um talento de renome mundial: Robert Lewandowski. O atacante do Bayern de Munique (ALE) chegará à Rússia com fome de bola. Aos 29 anos, disputará seu primeiro Mundial.


Colômbia
Copas disputadas:  5
Melhor colocação: Quartas de final (2014)
Técnico: José Pekerman
Destaque:  Artilheiro da Copa do Mundo de 2014, ano da melhor campanha colombiana em Mundiais, James Rodríguez  quer levar seu país mais longe na Rússia. Para isso, terá primeiro de recuperar a boa forma, uma vez que sofreu com lesões nas últimas temporadas.

Japão
Copas disputadas:  5
Melhor colocação: Oitavas de final (2002 e 2010)
Técnico: Akira Nishino
Destaque: Tendo disputado o Mundial de 2014, Maya Yoshida é o destaque da seleção japonesa para a Copa da Rússia. Zagueiro, além de passar segurança para a defesa, também é perigoso no ataque, marcando alguns gols.

Senegal
Copas disputadas:  1
Melhor colocação: Quartas de final (2002)
Técnico: Aliou Cissé
Destaque:  Após a histórica campanha na Copa de 2002, em que em sua estreia em Mundiais, chegou até às quartas de final, Senegal retorna à competição, com desejo de voltar a fazer história. O meia-atacante Sadio Mané, do Liverpool (ING) é o trunfo dos senegaleses.



Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AS MELHORES FOTOS DE ITUANO x BOTAFOGO

O EMPATE ENTRE ITUANO E BOTAFOGO EM 0x0 CONSOLIDOU A VICE-LIDERANÇA DO GALO NA PRIMEIRA FASE Na tarde/noite do sábado (25), o Ituano recebeu...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.