Últimas Notícias
recent

FÓRMULA 1 COMPLETA 70 ANOS EM MEIO A GRANDES HISTÓRIAS E ESPECULAÇÕES


POSSÍVEL APOSENTADORIA DE TETRACAMPEÃO E RETORNO DE BICAMPEÃO GANHAM OS NOTICIÁRIOS

Por Daniel Nápoli

No último dia 13 de maio, a Fórmula 1 completou 70 anos de existência em meio a pandemia do novo coronavírus, que como todos já sabem, fez com que a temporada 2020 tivesse seu início adiado (com previsão de início para julho).

Mas os bastidores da categoria máxima do automobilismo mundial não está vivendo somente de  especulações sobre datas de um possível início de temporada.

Nesta semana, a Ferrari anunciou que o tetracampeão mundial Sebastian Vettel (ALE) não terá seu contrato renovado com a equipe ao final do ano. Para seu lugar, foi contratado para assumir o cockpit do time italiano a partir de 2021, Carlos Sainz Jr. (ESP), que atualmente corre pela McLaren.

Por sua vez, a McLaren já anunciou o substituto de Sainz Jr.: o piloto da Renault, o australiano Daniel Ricciardo , que em temporadas anteriores era especulado na Ferrari .

A decisão da Ferrari impactou e muito o mercado de pilotos e mostra como o “casamento” com Vettel (foto) mostrou-se frustrante para ambos os lados, mesmo que ao final de 2020, Sebastian venha a conquistar o título.

Após ser tetracampeão pela Red Bull entre 2010 e 2013, Vettel assinou com o time de Maranello com a expectativa de repetir o sucesso conquistado por seu compatriota e ídolo Michael Schumacher e quem sabe até mesmo ultrapassá-lo como o recordista de títulos na Fórmula 1.

Porém, o desejo não se concretizou o relacionamento entre piloto e escuderia, “azedou”, enquanto que o então campeão mundial Lewis Hamilton (ING) – de 2014 até o ano passado – conquistou mais cinco campeonatos pela Mercedes, aumentando a pressão sobre o alemão.

Opções
Ao final de 2020, duas opções aparecem no horizonte de Vettel: uma ida para a Mercedes ou uma aposentadoria precoce aos 33 anos de idade. Antes, até havia possibilidade de transferência para a McLaren, mas com a contratação de Ricciardo e a confirmação de Lando Norris para o ano que vem, essa opção está descartada.

Já uma idade para a Mercedes, creio que dependeria de Lewis Hamilton (foto). Tanto o inglês quanto seu companheiro de equipe Vallteri Bottas (FIN), tem contrato até o final de 2020. Em diversas oportunidades, a direção das “Flechas de Prata” admitiu não renovar com o finlandês, mas será que o hexacampeão mundial aceitaria dividir espaço com um piloto do calibre de Vettel? Além disso, até que ponto seria interessante para a equipe?

Acredito que Vettel na Mercedes, somente se Hamilton decidisse se aposentar ao final do ano. Com isso, parece cada vez mais sólido que o alemão deverá deixar a Fórmula 1 assim que a temporada for encerrada, uma vez que dificilmente um piloto acostumado com vitórias e títulos, irá aceitar uma vaga “do meio para o final do grid”, apenas para estar ali.

Retorno?
Se um tetracampeão tem sua saída especulada, um bicampeão poderá retornar para a categoria em 2021. O espanhol Fernando Alonso (foto), de acordo com a grande mídia especializada estaria acertando os detalhes para o que seria a sua terceira passagem pela Renault, ocupando a vaga deixada por Daniel Ricciardo.

Ao deixar a Fórmula 1 ao final de 2018, Alonso não descartou um retorno, desde que tivesse equipamento competitivo. A Renault, equipe pela qual o espanhol foi campeão em 2005 e 2006, possui um plano de desenvolvimento para poder brigar pela ponta do grid, a partir de 2022, porém para que isso ocorra, necessita de um piloto com experiência e talento.

O entrave para um retorno da parceria Alonso/Renault seria a paciência do espanhol. Após amargar temporadas frustrantes com a McLaren e ficar 2019 e 2020 de fora, será que aguentaria mais uma temporada sem resultados expressivos para enfim voltar a uma possível disputa por títulos em 2022?
Aguardemos as “cenas dos próximos capítulos”. Vamos em frente!

Fotos – Fórmula 1/Dan Istitene/Getty Images/Divulgação

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GUARANI E ITUANO DUELAM E NINGUÉM PODE PERDER

Z-4: GALO NÃO QUER ENTRAR, BUGRE QUER SAIR. JOGO SERÁ DECISIVO Na noite desta terça (28), Guarani e Ituano fazem um jogo absolutamente dec...

O GRANDE PARCEIRO

Tecnologia do Blogger.