Últimas Notícias
recent

JHONATAN RAFFER FAZ BALANÇO DA TEMPORADA 2019 DO ITUANO BASQUETE


DIRETOR DA EQUIPE FALA AINDA SOBRE O CRESCIMENTO DA TORCIDA E PLANEJAMENTO DO ANO QUE VEM

Por Daniel Nápoli/Moura Nápoli

Encerrado o ano de 2019 para o basquete nacional, o Momento do Esporte esteve em contato com Jhonatan Raffer, diretor do Ituano Basquete, que fez um balanço da temporada em que a equipe ficou em 7º na LBF e foi vice-campeã paulista, além de ter conquistado uma medalha de ouro nos Jogos Regionais e uma de prata, nos Jogos Abertos, representando a cidade de Itu.

“O saldo da temporada toda não foi o que a gente esperava, até pelo resultado do Campeonato Brasileiro (LBF) foi bem abaixo do que a gente esperava em nível de investimento, de estrutura, a gente esperava que fosse um resultado melhor, mas a gente tentou melhorar para o segundo semestre e o resultado a gente teve no Campeonato Paulista, um saldo muito positivo. Jogou contra o Santo André que foi o terceiro colocado no Brasileiro e o Campinas (Vera Cruz) que foi o vice-campeão. No geral, o primeiro semestre foi abaixo do que a gente esperava e no segundo semestre foi dentro do que a gente imaginava que era fazer a final do campeonato com chance de buscar o título”, comenta.

Jhonatan aproveitou para destacar o crescimento da torcida na cidade. “A gente acha muito interessante, porque o público do basquete vem aumentando a  cada dia aqui em Itu e o pessoal ‘abraçou’ de tal forma que vai contagiando gente que está de fora. Se você ver o ginásio igual estava na final do campeonato (paulista) aqui, eu acho que nunca vi o ginásio assim em um evento esportivo na cidade, então isso é legal. Pessoal vibrando, gritando e o basquete é muito emocionante, ponto toda hora, muito dinâmico, você participa do jogo junto com as atletas e as atletas falaram que também as contagiou”.

No entanto, o diretor acredita que a evolução em quadra  precisa ser mantida. “Só que eu acho que para manter esse público, nada além do resultado. Tem que ter resultado para manter o público alto e para você ter resultado você tem que qualificar a equipe, tem que pensar sempre em estar melhorando para ter cada vez mais gente no ginásio.Se a gente tivesse passado para o terceiro jogo da final, a gente estava pensando em uma situação de troca de alimentos, de ingresso, senão iria ficar gente de fora. E acontece. Em outras cidades a gente já acompanhou isso daí. A torcida abraçou bem o basquete mesmo e a cidade está feliz com o basquete e isso é bom”, reforça.

Raffer também enalteceu o contato da equipe com as crianças. “É importante destacar também  o tanto de criança que participa. Hoje o projeto do basquete em Itu com crianças está com mais de 120 crianças e isso é muito legal. Você tem que deixar um legado. Você faz o basquete no profissional, mas tem que ter um legado para daqui a 8,10 anos, você ver algumas atletas ou alguns atletas se destacando. Esse é nosso objetivo. As crianças querem estar perto das atletas, gostam delas e temos atletas na equipe de Seleção Brasileira e a Seleção Brasileira com grandes chances de ir para a Olimpíada. Já pensou que interessante a gente ter duas, três atletas indo para a Olimpíada aqui dentro do Ituano? Isso valoriza muito o projeto, a cidade e isso é muito importante. Muito legal”.

Para 2020, Jhonatan pretende fazer o contato entre equipe e torcida seja ainda maior. “A ideia é aproximar ainda mais as atletas do público, para ter essa interação com as pessoas que vão ao jogo. O público se sente importante e as atletas também se sentem mais valorizadas, prestigiadas e isso é muito interessante”.

Sobre o ano que vem, o diretor explica que o planejamento da temporada  2020  aguarda decisões. “Os próximos passos a gente tem que avaliar primeiro como que vai ser a comissão técnica, as atletas que a gente pensa em ficar, a gente tem que ter essa conversa entre a diretoria que já vem acontecendo para a gente definir qual vai ser o planejamento, qual vai ser o objetivo principal no ano que vem, para a gente ver qual vai ser o investimento. Hoje a gente depende também que não é garantia da LBF bancar as viagens e arbitragem igual foi feito este ano. E isso daí dá uma alteração muito grande no orçamento. Se a gente tiver que arcar com esses compromissos, infelizmente o nosso elenco vai ter que ser revisto devido ao custo e vai ter essa definição mais ou menos no dia 20 de janeiro. Daí vamos ver se vai reforçar, o que terá de ser feito. Mas a tendência é reforçar”.

Ainda falando sobre o elenco, Jhonatan comenta. “Na verdade até pela estrutura que a gente acompanha no basquete é engraçado, mas Itu tem uma das melhores estruturas. Falo engraçado pelo pouco tempo que a gente tem e tem outros times com muito mais tempo de basquete. Eu não vejo as meninas com pretensão de sair. De verdade, pela conversa que eu eu tenho com elas. Hoje, a gente tem fixas no elenco 11 atletas, a gente tinha 13, mas a Tati (Pacheco) e a Rapha (Monteiro) já tinham um pré-acordo com o Sampaio Corrêa e estão indo pra lá, ainda com possibilidade de ficar, mas a gente também depende do orçamento, elas tem total interesse em ficar, mas já tem esse pré-contrato assinado, então elas precisam ter esse acordo no Maranhão para definir aqui e outras que estamos fazendo contato de outros times super interessadas em vir para cá”.

Concluindo, o diretor destaca. “O nosso foco principal é ver o que a gente vai manter de atleta aqui. As meninas são super disciplinas, não tivemos nenhum problema fora de quadra. E isso deixa o time mais uniforme e fica melhor de se trabalhar”.

Foto – Daniel Nápoli

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ITUANO BASQUETE FAZ A LIÇÃO DE CASA E VENCE SOROCABA

GALO VOLTOU A VENCER. FEZ A LIÇÃO DE CASA E CORRESPONDEU AS EXPECTATIVAS Na tarde do domingo (22), o Ituano Basquete recebeu o Pró-Esporte...

O GRANDE PARCEIRO

Tecnologia do Blogger.