Últimas Notícias
recent

ARTILHEIRAS DAS COPAS: MARTA


BRASILEIRA É A MAIOR GOLEADORA DA HISTÓRIA DOS MUNDIAIS

Por Daniel Nápoli

Nascida na cidade alagoana de Dois Riachos, em 19 de fevereiro de 1986, Marta dispensa comentários. A Rainha do Futebol, eleita seis vezes pela FIFA a melhor jogadora do mundo (2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2018), é a maior artilheira da história das Copas do Mundo, com 17 gols marcados.

Convocada para a Seleção Brasileira desde 2002, Marta disputou seu primeiro Mundial em 2003, na Alemanha e logo na estreia marcou uma vez, na vitória por 3x0 sobre a Coreia do Sul, anotando outro diante da Noruega, na goleada por 4x1.

No último jogo da fase de grupos, não balançou as rede, voltando a marcar na derrota para a Suécia, por 2x1, nas quartas de final da competição.

Quatro anos depois, na China, Marta brilhou ainda mais. Na estreia, marcou duas vezes na goleada por 5x0 sobre a Nova Zelândia. A Rainha balançou mais duas vezes as redes na vitória por 4x0 contra as donas da casa, ainda pela fase de grupos.

Nas quartas de final, anotou um no triunfo brasileiro sobre a Austrália e mais dois na semifinal diante dos EUA, na histórica goleada por 4x0.

Na final, Marta não balançou as redes e o Brasil acabou derrotado por 2x0 para a Alemanha. Na melhor campanha brasileira em mundiais, a craque terminou como a artilheira da competição, com sete gols marcados.

Marta foi para o Mundial da Alemanha, em 2011, mais do que consagrada, marcando dois gols contra a Noruega (vitória por 3x0) na fase de grupos e dois contra os EUA, nas quartas de final, porém após empate por 2x2, as brasileiras acabaram derrotadas nos pênaltis, por 5x3.

Em sua quarta Copa do Mundo, Marta brilhou menos do que nas edições anteriores, marcando um único gol na competição, na vitória por 2x0 sobre a Coreia do Sul. O Brasil naquele ano, acabou eliminado nas oitavas de final ao ser derrotado pela Austrália, por 1x0.

Marta disputou em 2019, a sua quinta edição de Copa do Mundo, na França, entrando definitivamente para a história ao marcar dois gols na competição: um contra a Austrália (1x0) e outro diante da Itália (1x0), ambos  ela fase de grupos, tornando-se a maior artilheiro da história dos Mundiais (tanto do feminino quanto do masculino), com 17 gols marcados.

O feito foi ainda mais impactante, uma vez que Marta atuou lesionada a competição, jogando “no sacrifício” quando acionada. O Brasil acabou eliminado nas oitavas de final, pela França (2x1).

Aos 34 anos de idade, a Rainha não dá sinais de que irá se aposentar tão cedo, podendo disputar mais uma Copa do Mundo e quem sabe, ampliar ainda mais seu recorde e quem sabe coroar a trajetória com o título da competição.

Pela Seleção Brasileira,até o momento, Marta anotou 110 gols em 133 partidas, sendo tricampeã da Copa América (2003, 2010 e 2018), bicampeã dos Jogos Pan-Americanos (Santo Domingo-2003 e Rio-2007) e medalha de prata dos Jogos Olímpicos (Atenas-2004 e Pequim-2008).

Por clubes, a Rainha atuou por Vasco da Gama (2000-2002), Santa Cruz-MG (2002-2004), Umea IK-SUE (2004-2009), Los Angeles Sol (2009-2010), Santos (2009-2010/2011), Gold Pride-EUA (2010), New York Flash-EUA (2011), Tyreso FF-SUE (2012-2014), Rosengard-SUE (2014-2017) e Orlando Pride (desde 2017).

Marta ainda foi ainda campeã da Liga dos Campeões da Europa (2003/2004), campeã da Copa Libertadores da América (2009), heptacampeã sueca (2005, 2006, 2007, 2008, 2012, 2014 e 2015), bicampeã da Liga dos EUA (2010 e 2011), bicampeã da Copa da Suécia (2007 e 2016), pentacampeã da Supercopa da Suécia (2003/2004, 2012, 2014, 2015 e 2016) e campeã da Copa do Brasil (2009).

Foto - Divulgação

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JORNALISTAS OPINAM SOBRE PROPOSTA DE ALTERAR PERÍODO DE REALIZAÇÃO DA COPA DO MUNDO

AO MOMENTO DO ESPORTE, ALEX FERREIRA, JÉSSICA CORSI E VANDER LUIZ ROSA ANALISAM Por Daniel Nápoli Há meses, a FIFA criou um grupo para e...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.