Últimas Notícias
recent

CAMPEÕES QUE RETORNARAM PARA A FÓRMULA 1


ANTES DE FERNANDO ALONSO, OUTROS GRANDES NOMES TRAÇARAM O MESMO CAMINHO

Por Daniel Nápoli

Após muitos rumores, confirmou-se o retorno do bicampeão mundial Fernando Alonso para a Fórmula 1, após sua saída ao final da temporada 2018. Porém, o espanhol não é o primeiro campeão da categoria a deixar a aposentadoria.

Primeiro a lista, o austríaco Niki Lauda foi o que teve um dos melhores retornos. Bicampeão em 1975 e 1977 se retirou da categoria ao final da temporada de 1979, para se dedicar a negócios pessoais.

Porém, a saudades das pistas bateu e Lauda assinou com a McLaren, saindo da aposentadoria em 1982. Pela equipe inglesa, Niki não só voltou a vencer corridas, como conquistou o tricampeonato mundial em 1984.Competiu ainda na temporada de 1985, aposentando-se definitivamente ao final da mesma.


Campeão mundial em 1980, o australiano Alan Jones teve sua primeira aposentadoria ao final de 1981,após perder a disputa de título para o brasileiro Nelson Piquet e não contar mais com espaço na equipe Williams.

Após um ano parado, ensaiou um retorno em 1983 (pela Arrows), disputando um único GP (do Oeste dos EUA), substituindo o brasileiro Chico Serra, porém abandonou a prova com problemas físicos.

Jones então se retirou novamente, retornando em 1985 pela Lola, disputou mais três GPs, abandonando em todos. No ano seguinte, pela mesma equipe, disputou 14 provas, tendo como melhor resultado um quarto lugar (GP a Áustria). Ao final de 1986, se aposentou definitivamente da categoria.

Alain Prost (FRA), assim como Niki Lauda, teve um retorno em alto estilo. Tricampeão mundial (1985, 1986 e 1989), o francês teve uma aposentadoria “forçada” em 1991, após ser demitido de uma Ferrari em crise, antes mesmo do final da temporada.
Sem vagas em equipes competitivas para 1992, Prost ficou um ano parado, retornando pela Williams em 1993.

Com um carro mais do que competitivo, venceu sete corridas, conquistando o tetracampeonato mundial, se aposentando definitivamente no final da temporada.

Campeão mundial em 1992, Nigel Mansell (ING) se aposentou ao final daquele na, indo se aventurar no automobilismo norte-americano. Porém, retornou para a  Fórmula 1, para disputar as três últimas provas da temporada de 1994, pela Williams.

De volta a equipe pela qual viveu seu auge na categoria, venceu o GP da Austrália (o último da temporada), porém não estava nos planos do time inglês seguir com Mansell, que quis esticar sua carreira na Fórmula 1, acertando com a McLaren.

Porém, o “casamento” com a McLaren durou pouco. Fora de forma, o inglês disputou apenas dois GPs, tendo como melhor resultado, um 10º lugar (GP de San Marino), deixando então a categoria de forma definitiva.

Recordista absoluto de títulos (sete) e vitórias (91) na Fórmula 1, Michael Schumacher (ALE), se retirou da categoria ao final de 2006, após uma carreira vitoriosa por Benetton e Ferrari (principalmente).

O alemão então surpreendeu com a notícia de um retorno para a temporada de 2010, pela Mercedes. A volta não foi tão boa assim. Sem o mesmo ritmo de antes e com uma equipe em construção, em três temporadas Schumacher conquistou apenas um pódio (terceiro lugar no GP da Europa de 2012).

Com resultados pouco expressivos para uma carreira tão vitoriosa, o heptacampeão se aposentou definitivamente ao final da temporada 2012.

Agora, vamos ver como se sairá Fernando Alonso em mais um retorno de um campeão na principal categoria do automobilismo mundial.

Fotos - Divulgação

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VINÍCIUS BERGANTIN ACERTA COM A INTER DE LIMEIRA

TREINADOR ACERTA COM CLUBE DE LIMEIRA PARA A TEMPORADA 2021 O treinador Vinícius Bergantin, que ficou no Ituano Futebol Clube por mais de ...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.