Últimas Notícias
recent

ITUANO BASQUETE COMENTA SOBRE PREPARAÇÃO TÁTICA E FÍSICA

TREINADOR, PREPARADOR FÍSICO E FISIOTERAPEUTAFALAM SOBRE EXPECTATIVA DE DESEMPENHO NO PAULISTA

Por Daniel Nápoli

No ano passado, o condicionamento físico do Ituano Basquete no Campeonato Paulista Feminino, foi bastante elogiado pela mídia especializada. A equipe conseguia manter a mesma intensidade ou até crescer em desempenho na parte final dos jogos.

Com a manutenção de sete jogadoras no elenco e da comissão técnica, Augusto Cruzolini, preparador físico da equipe, comentou sobre o trabalho realizado visando o estadual deste ano e a expectativa para a competição, iniciada para o clube na última sexta-feira (16).

“Enfrentamos uma situação atípica com esse tempo de afastamento das atletas devido à pandemia. Na volta, tivemos que tomar algumas providências e um controle diferenciado da carga de trabalho para que elas (as atletas) pudessem se adaptar novamente para as exigências do jogo e diminuir os riscos de lesões”, explica Augusto.

O preparador prossegue. “As atletas do Ituano estão evoluindo bem para o transcorrer do campeonato. Ainda não atingiram o auge, mas seguem na preparação e melhorando a cada dia. Para esse início de campeonato, estão bem condicionadas e preparadas, mesmo tendo muito trabalho pela frente e ainda algumas coisas para aperfeiçoar”.

Fisioterapeuta da equipe, Joberson Nicolas Moraes, o Nino comenta sobre a preparação e o cuidado constante durante a competição, fazendo uma comparação com um ano “normal” e um atípico, de pandemia. “O dia a dia quando a gente está em uma competição, em um ano normal de campeonato, com jogos a cada sete ou dez dias, existe uma preparação muito forte, e você acaba tendo algumas lesões por conta do esforço que é feito, do tipo de treinamento, dos coletivos”, explica.

Nico acrescenta. “E dentro da competição também, às vezes um salto, uma batida, uma disputa de bola, isso pode gerar uma lesão, um trauma, em qualquer atleta.Já esse ano, entrando na pandemia, as meninas ficaram paradas muito tempo, lógico que estavam fazendo um trabalho físico em casa, cada uma com as suas particularidades, mas mesmo assim, não é uma preparação coletiva, onde todos tem o mesmo alinhamento.”

O fisioterapeuta destaca. “Nem todas com os mesmos recursos e espaços, mas tinha a orientação. Com esse tempo, fica um período de acomodação e no retorno delas, por mais que a gente tenha dado o pontapé inicial antes do que muitas equipes (na segunda semana de agosto), o corpo já não está na mesma condição, você tem uma perda e até recuperar isso, te o corpo assimilar, isso é um dos pontos principais. “

Com o início do Campeonato Paulista, Nino faz um alerta. “Agora com o início da competição em si, vamos ter bastante lesões, problemas musculares, problema de desgaste também, pois o corpo tende a desgastar muito mais rápido. Por outro lado, a gente tem feito um trabalho em conjunto.Toda parte de preparação física,a gente está monitorando, estamos atentos e a gente tem alinhado quanto a preservação, o trabalho específico e os cuidados de cada uma. “

O fisioterapeuta conclui. “Estamos em constantes conversas neste sentido. Pensando em cada uma, para depois pensar em uma preparação coletiva e isso resultar em uma melhor performance dentro de quadra.”.

Treinador do Ituano Basquete, Antonio Carlos Barbosa também comentou sobre a preparação. “Acredito que nós conseguimos fazer uma boa preparação, estamos trabalhando com a equipe praticamente desde a segunda semana de agosto, visto que a primeira semana forma de testes físicos a parte médica, testes de Covid-19.”.

O comandante reforça que é necessário tempo para um melhor condicionamento. “Efetivamente tivemos dois meses de treino e claro que ninguém espera uma alta performance em termos de técnica e tática de jogo, até porque é questão de ritmo de jogo, que é diferente do ritmo de treinamento.”

Barbosa fala também sobre o formato da competição. “Como é uma competição que temos duas fases, uma que podemos chamar de classificatória, onde os quatro primeiros continuam, disputando partidas de turno e returno, onde claramente se inicia o campeonato, onde o nível de exigência é muito maior e serão definidas as duas equipes que farão a final.”

O treinador acrescenta, analisando o cenário. “Pretendemos fazer uma fase classificatória melhor possível, mas nunca esquecendo que o objetivo inicial é nos classificarmos entre os quatro e depois zera tudo e começa uma outra competição. Não temos problemas de lesões, elas se cuidaram, não veio ninguém com sobrepeso ou fora de sua condição física.  Acredito que possamos fazer uma grande competição”.

Com a colaboração de Nathane Agostini, assessora de imprensa do Ituano Basquete.

Fotos – Daniel Nápoli/Juca Ferreira

 

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LÉO PEREIRA PODERÁ VOLTAR AO ITUANO

DEPOIS DE PASSAR PELO CORINTHIANS E GRÊMIO, ATACANTE PODE VOLTAR AO ITUANO Nesta segunda-feira a direção do Grêmio comunicou que sete de s...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.