Últimas Notícias
recent

#TBT DO MOMENTO: FINAL DO PAULISTA DE 1992

DIFERENTE DE 2021, SÃO PAULO DEFENDIA O TÍTULO E O PALMEIRAS VIVIA O JEJUM DE TÍTULOS DO ESTADUAL



Por Daniel Nápoli

Nesta quinta-feira (20), Palmeiras x São Paulo se enfrentarão às 22h , no Allianz Parque, pelo primeiro jogo da final do Campeonato Paulista da temporada 2021. O Verdão é o atual campeão da competição, enquanto o São Paulo vive um jejum de 16 anos sem conquistas do estadual.

Porém, na última vez em que as duas equipes decidiram o título estadual, a situação era bem diferente. Na final do Paulista de 1992, quem entrou em campo defendendo o título foi o São Paulo, enquanto o Palmeiras vivia o seu jejum de 16 anos sem títulos Paulista.


O título em 1992 foi decidido em dois jogos. O primeiro, foi realizado no dia 5 de dezembro, no Morumbi, com mando do Verdão. Campeão da Libertadores daquele ano e prestes a viajar para o Japão para disputar o Mundial de Clubes contra o Barcelona/ESP, o Tricolor abriu o placar aos 11 minutos do primeiro tempo, com Cafu.

Daniel Frasson tratou de empatar o clássico aos 22 minutos, porém Raí colocou o São Paulo novamente na frente, com gol aos 35 minutos da primeira etapa.

O segundo tempo foi bastante amarrado e disputado, com Zinho empatando aos 28 minutos. Porém em um dia mais do que decisivo, Raí voltou a deixar a sua marca, mais duas vezes (aos 26 minutos e aos 48 minutos), fechando a partida em 4x2 para o São Paulo.

O Palmeiras jogou com: César, Mazinho, Toninho, Edinho Baiano e Dida; César Sampaio, Daniel Frasson, Carlinhos (Maurílio) e Zinho; Evair e Cuca. Técnico – Otacílio Gonçalves.

Já o São Paulo atuou com: Zetti, Vítor (Válber), Adilson, Ronaldão e Ronaldo Luís; Pintado, Toninho Cerezo (Dinho) e Raí, Cafu, Müller e Palhinha. Técnico – Telê Santana.

O segundo jogo também foi realizado no Morumbi, mas Tricolor.  com mando do No dia 20 de dezembro, uma semana após conquistar o Mundial de Clubes, o São Paulo foi embalado com a conquista histórica e pela vantagem construída na primeira partida e abriu o placar com Müller, aos 24 minutos do primeiro tempo.


No segundo tempo, o Tricolor ampliou a vantagem com Toninho Cerezo, aos 14 minutos. Zinho, aos 45 minutos, descontou para o Verdão. São Paulo conquistava mais um Campeonato Paulista em sua história e o Palmeiras precisaria esperar mais um ano para acabou com seu jejum no estadual.

O São Paulo jogou com: Zetti, Vítor (Válber), Adilson, Ronaldão e Ronaldo Luís; Pintado, Toninho Cerezo (Dinho), Cafu e Raí; Palhinha e Müller. Técnico – Telê Santana.

Já o Palmeiras foi a campo com: César, Mazinho, Toninho, Edinho Baiano e Dida; César Sampaio, Daniel Frasson (Maurílio), Cuca (Carlinhos) e Jean Carlo; Evair e Zinho. Técnico – Otacílio Gonçalves.

Fotos – Divulgação/Silvio Porto/Placar

 

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATACANTE DO ITUANO, LÉO PEREIRA NÃO DEVERÁ SEGUIR NO GRÊMIO

ATACANTE “FAZEDOR DE GOLS” ACABOU NÃO TENDO CONTRATO RENOVADO COM O GRÊMIO O Grêmio de Porto Alegre anunciou que não ficará com o atacante...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.