Últimas Notícias
recent

COMO NASCEU O GOL DE PLACA

PARA UM PÚBLICO DE MAIS DE 80 MIL QUE VAIAVA O SANTOS, PELÉ MARCOU UM GOL QUE FEZ O MARACANÃ APLAUDI-LO DELIRANTEMENTE

O termo "Gol de Placa" nasceu após um jogo do Torneio Rio-São Paulo de 1961, em que o Santos foi ao Maracanã e bateu o Fluminense por 3x1. Era 5 de março de 1961.

Aos 40 minutos do tempo 1, quando o Santos já vencia por 1x0, gol de Pelé, o mesmo camisa 10, então com 20 anos, arrancou da linha de meio campo e foi driblando todos os adversários, incluindo o goleiro Castilho, para fazer um gol sensacional.

O gol foi tão surpreendentemente lindo, que os mais de 100 mil torcedores presentes no Maracanã – e nisso incluem-se, evidentemente, os tricolores cariocas – não se contiveram e aplaudiram delirantemente o gol.

A vibração foi tanta, que parecia que Pelé vestia a camisa da Seleção Brasileira, não a do Santos.

Presente no Maracanã, o então jovem jornalista paulista Joelmir Beting, então trabalhando no jornal carioca O Esportista, ficou tão impressionado com o gol, que tirou dinheiro do próprio bolso para mandar fazer uma placa com os seguintes dizeres:  "Neste estádio, Pelé marcou no dia 5 de março de 1961 o tento mais bonito da história do Maracanã". 

A placa foi descerrada uma semana depois no estádio, imortalizando o lance, o Rei e sua relação com o Maracanã. Desde então, todos os gols marcados com rara beleza são intitulados "gols de placa”.

Declaradamente palmeirense, Joelmir estava ao lado do jornalista Nelson Rodrigues, um dos torcedores mais ilustres e fanáticos do Fluminense em toda a história.

“Quando saiu o gol, o Maracanã inteiro levantou e aplaudiu. Eu olhei para o lado e o Nelson Rodrigues estava de pé, aplaudindo e chorando copiosamente. Eu não aguentei e chorei também”, disse Beting.

Em 2001, quando o “gol de placa” comemorou 40 anos, Pelé, em agradecimento ao amigo Joelmir, entregou-lhe também uma placa, com os seguintes dizeres: Gratidão eterna ao Joelmir Beting. Gratidão eterna do autor do gol de placa ao autor da placa do gol”.

Infelizmente não há mais registro em imagens desse gol, mas há a narração histórica de Pedro Luiz, um dos maiores narradores da história do rádio paulista, que na oportunidade empunhava o microfone da Rádio Bandeirantes.

Pelo áudio, fica a nítida a vibração delirante da torcida de todo o estádio e a própria surpresa de Pedro Luiz, que naquele momento não tinha noção, que estava narrando um gol tão histórico.


Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TUDO SOBRE ITUANO x NOVORIZONTINO NA ESTREIA DO GALO

TREINADOR LÉO CONDÉ JÁ SERÁ OBRIGADO A FAZER ALTERAÇÃO NO TIGRE PARA ENFRENTAR O GALO Enquanto o Ituano faz sua estreia no Paulistão na no...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.