Últimas Notícias
recent

BRASIL VENCE O CANADÁ E É BRONZE DA AMERICUP DE BASQUETE FEMININO 2021

EM JOGO EMOCIONANTE, SELEÇÃO BRASILEIRA GARANTE O TERCEIRO LUGAR NA COMPETIÇÃO



Por Daniel Nápoli                                 

Neste sábado (19), em San Juan, Porto Rico, o Brasil venceu o Canadá por 87 x 82 pela decisão do terceiro lugar da AmeriCup de Basquete Feminino  2021, após duas prorrogações em um jogo emocionante.

A Seleção Brasileira comandada por José Neto havia perdido na primeira fase para o Canadá e no segundo encontro na competição deste ano, entrou com uma outra postura em quadra.

O Brasil apresentou um melhor desempenho, tendo um bom aproveitamento nos arremessos, uma boa marcação, além de uma atuação destacada nos rebotes defensivos e ofensivos.

A Seleção Brasileira manteve o bom ritmo do primeiro ao terceiro período, porém no último quarto, Canadá começou a crescer no jogo, com as brasileiras tendo dificuldades em administrar a vantagem, com a partida indo para a prorrogação.

Após um primeiro  quarto de prorrogação pegado, o Brasil entrou “com a faca nos dentes” no segundo período e com uma defesa e um ataque equilibrados, com o jogo fluindo, a Seleção Brasileira mostrou-se superior também no preparo físico, seguindo intensa, garantindo a vitória e a medalha de bronze.

Clarissa dos Santos (19 pontos e oito rebotes), Tainá Paixão (19 pontos e sete assistências) e Érika de Souza (dez pontos e dez rebotes) foram os destaques da Seleção Brasileira na partida.

Balanço

Mais do que a conquista de uma medalha, o Brasil atingiu o objetivo de garantir a vaga no Pré-Mundial que será disputado em fevereiro do ano que vem, mostrando a força de um trabalho de resgate  do basquete feminino brasileiro, capitaneado pelo técnico José Neto, em 2019.

De lá para cá, no comando de José Neto, a Seleção Brasileira fez 27 jogos oficiais, obtendo 19 vitórias, conquistando a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima (2019) e o bronze na AmeriCup do mesmo ano, além de uma boa participação no Pré-Olímpico das Américas.

Daí pode-se dizer: no Pré-Olímpico Mundial, não veio a vaga para os Jogos de Tóquio. Tudo bem, isso é um fato. Mas como dito acima, vem sendo feito um trabalho de resgate e a meta era clara antes da participação no Pan: o objetivo era trabalhar por uma vaga nos Jogos de Paris-2024, caso viesse a vaga para Tóquio, “seria lucro”.

Até aqui o trabalho de resgate tem sido bem feito, com comissão técnica e atletas demonstrando comprometimento. Existem coisas para serem melhoradas. Claro, que sim. Nenhum time é perfeito, mas fazendo um balanço, o trabalho é de qualidade e lembremos que o grupo que esteve em Porto Rico, não esteve ali por acaso.

Que a Seleção Brasileira possa seguir em sua evolução e possa garantir a tão sonhada vaga para o Mundial da Austrália de 2022.

 

Foto – Divulgação/FIBA

 

 

 

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

JULIANA RIBEIRO É O NOVO REFORÇO DO VERA CRUZ CAMPINAS

ATLETA DEFENDEU NESTE ANO A SODIÊ DOCES/MESQUITA/LSB RJ   Por Daniel Nápoli Nesta segunda-feira (20), o Vera Cruz Campinas anunciou a ...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.