Últimas Notícias
recent

SANTO ANDRÉ/APABA SEGUE O OBJETIVO DE REVELAR TALENTOS PARA O BASQUETE FEMININO

TRADICIONAL BASE ANDREENSE SEGUE DESEMPENHANDO COMPETENTE TRABALHO


Se há uma coisa que o Santo André/APABA não tem medo é de lançar jogadoras jovens em sua equipe principal. Basta fazer um pequeno exercício de memória e relembrar várias atletas que brilharam nacionalmente e internacionalmente, depois de iniciar ou passar bem jovem pela equipe andreense.

Isso acontece há muitos anos, graças ao bom trabalho desempenhado pelas equipes formativas do representante do Grande ABC, que aparece como referência nacional; primeiro com Arilza Coraça formando e a saudosa Laís Elena aproveitando as jovens na equipe adulta. Agora, com Andréia Magini e Rafael Choco coordenado a base, que mantém a mesma linha de trabalho; Arilza dirige também o time adulto, fazendo muito bem a escalada gradativa de categoria

Prova disso, é o elenco formado para 2021, que já está disputando a Liga de Basquete Feminino (LBF). São seis jogadoras promissoras, oriundas do trabalho de base doSanto André/APABA, que compõem o elenco adulto na disputa da principal competição do basquete feminino nacional: Aisha dos Santos (16 anos), Stephany Gonçalves (16 anos), Aninha Dias (17 anos), Thayná Santos (16 anos), Giovanna da Silva (15 anos) e Marcella Prande (16 anos).


Sem falar em Vanessa “Sassa” Gonçalves (foto acima), que foi formada na base andreense e ficou um período parada por conta da maternidade. A ala/pivô, que foi medalhista de bronze no Campeonato Mundial Sub-19 Feminino em 2011 com a Seleção Brasileira, retorna depois de jogar Basquete 3x3 pelo Corinthians.

Além das revelações, o Santo André/APABA trouxe reforços, mesclando juventude e algumas mais experientes:  Glenda Cruz (pivô – ex-Pró-Esporte/Sorocaba), Carol Ribeiro (ala/armadora – ex-Ituano Basquete) e Milena Rodrigues (ala/pivô – ex-Pró-Esporte/Sorocaba). Todas se juntando à base das últimas temporadas: a armadora Lays da Silva, a pivô Letícia Rodrigues, a pivô Maria Carolina, a lateral cubana Ariadna Felippe e a lateral Jaqueline de Paula.

Com essa boa mescla, Arilza acredita que a equipe pode desempenhar um grande papel na temporada. “A participação das meninas da base treinando com o adulto é muito importante, pois elas convivem com estrelas do basquete feminino nacional e internacional. Com isso, vão aprendendo muito e desenvolvendo o potencial com esse convívio diário, além da perda da inibição, que também é importante”, comentou.

A treinadora do Santo André/APABA relembra que dentro deste rol de jovens jogadoras, algumas já estão começando a despontar. “A Aisha, por exemplo, participou do recente camp comandado pela Confederação Brasileira de Basketball (CBB) para observar futuros talentos, enquanto a Marcella e a Giovanna integraram o elenco da Seleção Brasileira, que venceu duas edições do Campeonato Sul-americano Sub-14, explicou.

“Acredito que essa mescla vai dar resultado, pois demos uma rejuvenescida no elenco, também com as atletas jovens que chegaram; para dar aquele toque de experiência, mantivemos jogadoras importantes das últimas temporadas, como Ariadna e Jaqueline, para puxar essa garotada”, finalizou Arilza Coraça.

 

Com informações do jornalista Frederico Batalha.


Fotos - Jorge Bevilacqua

Moura Nápoli

Moura Nápoli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESQUENTANDO A CHAPA PARA ITUANO x BOTAFOGO

O PROGRAMA FALA DA ÚLTIMA RODADA DA PRIMEIRA FASE, COM ÊNFASE A ITUANO x BOTAFOGO Na tarde do sábado (25), acontece a última rodada da pri...

OS GRANDES PARCEIROS

OS GRANDES PARCEIROS
Tecnologia do Blogger.